A TI verde já é realidade nas organizações?

Iniciativas de TI Verde estão saindo do planejamento e se tornando uma prática nas empresas brasileiras. Você e sua empresa estão contribuindo?


O conceito da TI Verde está cada vez mais presente nas discussões e nas estratégias das corporações ao redor do mundo devido à preocupação crescente com o avanço tecnológico e seus possíveis impactos no meio ambiente no curto, médio e longo prazo.

 

Iniciativas de TI Verde estão saindo do planejamento e se tornando uma prática nas empresas brasileiras. Você e sua empresa estão contribuindo?

O conceito da TI Verde está cada vez mais presente nas discussões e nas estratégias das corporações ao redor do mundo devido à preocupação crescente com o avanço tecnológico e seus possíveis impactos no meio ambiente no curto, médio e longo prazo.

Isto porque a TI Verde abrange um conjunto de diretrizes voltadas a não agressão do meio ambiente na fabricação, no gerenciamento, na utilização e no descarte de qualquer produto ligado à tecnologia da informação. Sua utilização varia de acordo com o papel que a empresa tem na cadeia de TI, ou seja, se ela representa um fabricante, um CIO ou um usuário final, por exemplo.

Para minimizar os impactos que produzem ao meio ambiente, as organizações têm buscado as melhores práticas em prol de uma atuação sustentável, cenário que já é uma realidade nos dias atuais.

No Brasil, essa preocupação com a sustentabilidade e o descarte do lixo tecnológico ficou comprovada em recente pesquisa realizada com 1.140 companhias nacionais pelo Instituto Sem Fronteiras, organização sem fins lucrativos sediada em Curitiba-PR, especializada na realização de pesquisas e cursos nos setores de Tecnologia da Informação, Telecomunicações e Internet. O estudo apontou que 44% delas já possuem uma política formal de TI verde e 15% disseram que começarão a adotar uma ainda em 2011.

O levantamento também mostrou que 61% dos responsáveis pela área de TI já estão adotando uma política de descarte do lixo tecnológico. Além disso, os gestores de TI estão levando em consideração os fabricantes com alternativas alinhadas a essa preocupação na aquisição de novos produtos.
Ainda segundo a pesquisa, a impressão consciente já é adotada por 71% das empresas, não apenas pela preocupação da economia no custo da impressão, mas também pelo interesse em adotar ferramentas de gestão e de digitalização dos documentos.

Já o estudo “Tendências Estratégicas de TI para as Organizações” realizado pela consultoria Gartner indicou outro fator que está contribuindo para a prática efetiva da TI Verde nas empresas: as pressões dos investidores e órgãos regulatórios para reduzir o impacto das mudanças climáticas no planeta têm pressionado as companhias ao redor do mundo a adotarem medidas em conformidade com a TI Verde.

No Brasil, um dos exemplos dessa nova realidade é a Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos (12.305/2010) que obriga o gerador do resíduo a dar a destinação final adequada, com critérios ambientalmente corretos.
Ainda de acordo com o Gartner, cada vez mais governos e órgãos reguladores vão criar padrões internacionais para que os equipamentos consumam menos energia e que sejam fabricados com materiais que danifiquem menos o meio ambiente. Por conta disso, a recomendação do instituto é que as empresas busquem alternativas para o uso mais eficiente de energia, água, impressão de documentos, infraestrutura de TI , entre outras questões.

Algumas medidas para implementar essas iniciativas passam por atitudes bastantes simples e que produzem impacto extremamente positivo em prol da sustentabilidade. Estimular campanhas internas que incentivem a preocupação ambiental orientando os colaboradores a desligar seus equipamentos (notebooks, ar condicionado, impressoras, etc)  bem como apagar as luzes do escritório ao final do expediente contribuem para minimizar o consumo desnecessário de energia por exemplo.

Além disso, investimentos corporativos maiores em TI também já vem sendo incorporados no dia a dia das organizações. Tecnologias de virtualização, consolidação de servidores, gerenciamento de energia de PCs e escolha de equipamentos com mais eficiência energética são algumas ações que têm sido implementadas com foco nas diretrizes da TI Verde.

A dica dos especialistas é começar o quanto antes a criar políticas de TI verde na companhia, incorporando medidas que foquem na eficiência do consumo de energia, data centers, visando reduzir os impactos do avanço da tecnologia no meio ambiente. Assim, além de estarem seguindo as melhores práticas de TI Verde, as organizações já estarão em conformidade com qualquer tipo de intervenção regulatória que esteja por vir.

Newsletter: Edição 010 – Ano 2011

Leia Também:

Olá, Tudo Bem?
Se precisar estamos a disposição.

Receba nossa newsletter

Fique tranquilo não enviamos e-mails em excesso.

Nome
E-mail
Assunto
Selecione

  • Desenvolvimento de Sistemas
  • SAP Solution Center
  • Gestão Tributária
  • Comércio Exterior
  • BPO Tributário
  • CRM & Mobile