A contribuição da Gestão de Projeto para a competitividade das empresas

Saber para onde se vai e planejar como chegar lá parece uma atitude óbvia para quem busca o sucesso, mas pode ser ignorada e subestimada pela administração de algumas organizações. O resultado dessa postura é, muitas vezes, a morosidade no atingimento de objetivos ou até mesmo o fracasso irreversível da empreitada.

O papel determinante do planejamento nos empreendimentos motivou a criação de uma metodologia conhecida como Gerenciamento ou Gestão de Projetos. Sua utilização envolve a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas no planejamento e monitoramento das etapas de desenvolvimento de projetos, a fim de minimizar falhas, atender aos requisitos e alcançar os objetivos previamente definidos.

Saber para onde se vai e planejar como chegar lá parece uma atitude óbvia para quem busca o sucesso, mas pode ser ignorada e subestimada pela administração de algumas organizações. O resultado dessa postura é, muitas vezes, a morosidade no atingimento de objetivos ou até mesmo o fracasso irreversível da empreitada.

O papel determinante do planejamento nos empreendimentos motivou a criação de uma metodologia conhecida como Gerenciamento ou Gestão de Projetos. Sua utilização envolve a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas no planejamento e monitoramento das etapas de desenvolvimento de projetos, a fim de minimizar falhas, atender aos requisitos e alcançar os objetivos previamente definidos.

De acordo com “A Guide to the Project Management Body of Knowledge – PMBOK”, guia criado pelo PMI*, a Gestão de Projetos pode ser melhor explicada através dos seus processos, sendo cada um deles responsável por controlar uma etapa do projeto: Iniciação, Planejamento, Execução, Controle e Encerramento.

A metodologia envolve, ainda, nove áreas de conhecimento: Gerenciamento do Escopo, Tempo, Custos, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicação, Riscos, Fornecimento de Bens e Serviços e ainda a área de Integração, uma das principais por ser a responsável por acompanhar e garantir que as demais áreas funcionem em conjunto, assegurando a administração completa do projeto.

Cada vez mais, a pratica de gestão de projetos vem sendo utilizada porque facilitam o alcance de resultados e possibilitam a antecipação de possíveis falhas, o que permite a otimização dos recursos – consequentemente evitando custos desnecessários ou estouro do orçamento do projeto - apresentando-se como um forte aliado na implantação de projetos de TI.

A falta de Gerenciamento de Projeto ocasiona diversas perdas para as empresas, conforme identificado no relatório “CHAOS REPORT” 2006 do Standish Group e Archibald & Prado, que analisou os resultados alcançados pelos projetos de Tecnologia da Informação em diversas partes do mundo, apontando como as principais causas de fracasso como:

  • mudança de escopo,
  • a definição de prazos inexequíveis e
  • o estudo de viabilidade incorreto ou incompleto.

Problemas como esses podem ser evitados ou, ao menos, minimizados com a adoção da Gestão de Projetos.

Empresas que aplicam a metodologia já sabem disso, e não é a toa que são as mais competitivas, conforme o “Estudo de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos”, realizado em 2009 pelo PMI Brasil, que identificou que a valorização da gestão profissional de projetos está diretamente relacionada ao grau de competitividade das empresas. Para as 373 organizações que participaram da pesquisa, os principais benefícios resultantes do Gerenciamento de Projetos incluem:

  • um maior comprometimento com objetivos e resultados,
  • disponibilidade de informação para a tomada de decisão,
  • melhoria de qualidade nos resultados dos projetos,
  • minimização dos riscos em projetos,
  • maior integração entre as áreas e
  • o aumento da satisfação do cliente interno/externo.

Todas essas características levam para empresas maior capacidade de competição, pois aumentam consideravelmente as chances de sucesso dos projetos.

A pesquisa aponta, ainda, que a área de TI é a que mais investe na gestão profissional, seguida pelos departamentos de Engenharia e Produção. Por fim, 80% dos profissionais afirmaram perceber claramente os benefícios gerados pela metodologia, confirmando a importância da Gestão de Projetos no sucesso das empresas.


* PMI – Project Management Institute é uma associação não governamental, sem fins lucrativos, que lidera o desenvolvimento da disciplina "Gerenciamento de Projetos“ no mundo, possuindo, atualmente, cerca de 265 mil membros filiados em 170 países. Fundado nos Estados Unidos, em 1969, o PMI é representado no Brasil por 13 seções regionais.

Newsletter: Edição 003 – Ano 2010

Leia Também:

Olá, Tudo Bem?
Se precisar estamos a disposição.

Receba nossa newsletter

Fique tranquilo não enviamos e-mails em excesso.

Nome
E-mail
Assunto
Selecione

  • Desenvolvimento de Sistemas
  • SAP Solution Center
  • Gestão Tributária
  • Comércio Exterior
  • BPO Tributário
  • CRM & Mobile